Para cortar economizar, Governo Federal suspende novos gastos com aluguel de imóveis e veículos

Com o objetivo de cortar gastos, o Governo Federal decidiu (através de portaria) a suspensão de novos contratos destinados a gastos como: casas para alugar, e veículos de uso de agentes públicos.

A medida chega em época de baixa popularidade e desafios, tanto para manter a governabilidade, como para manter o mandato do presidente.

Há algumas exceções no entanto. O transporte do presidente e do vice não serão alterados, assim como os terrenos administrados pelo Ministério da Defesa e o Comando das Forças Armadas (CFA).Terrenos destinados à reforma agrária também não serão prejudicados pela medida executiva.

A Secretaria-Executiva do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, ficará responsável pela análise (e possível autorização) dos pedidos de aluguéis e compras de veículos e imóveis. A Secretaria-Executiva da pasta receberá os pedidos encaminhados que tiverem a fundamentação adequada.

O prazo de envio do requerimento foi colocado para 30 de novembro de 2017. Nesse requerimento deverão estar contidos todos os gastos previstos até o fim do exercício. Porém há certa flexibilidade; casos de urgência ou relevância excepcional poderão conseguir autorização para esses gastos.

Mell imóveis a melhor imobiliária em casas para alugar em presidente prudente